Clique para a página principal

Lançamento do CD "A música de Francisco Itabor ay"

Lista de discussão sobre samba e choro, estilos musicais brasileiros.
 Página principal > Tribuna Livre > Arquivo das mensagens > Indice mensal
Nova mensagem Responder Mensagens por data Mensagens por discussão Mensagens por assunto Mensagens por autor

rfb_at_mrs.com.br
Data: qua 06 nov 2002 - 16:46:24 EDT

A MÚSICA DE FRANCISCO ITABORAY

 Será lançado neste sábado (09/11), o CD "A Música de Francisco
Itaboray", apresentando composições inéditas de um dos maiores
compositores da história da música popular de Juiz de Fora. Hoje com 79
anos, Itaboray foi um dos principais nomes dos chamados "anos de ouro"
do rádio em Juiz de Fora, as décadas de 40 e 50. O CD conta com as
participações especiais da compositora Sueli Costa, do maestro e
arranjador Jaime Alem, da cantora Nair Cândia, do compositor Mamão, do
violonista Mário Nalon, do pianista Goyaná, do poeta e jornalista
(fazendo sua estréia como cantor) Geraldo Lúcio de Melo ("Gerrô), de
músicos como Márcio Gomes, Salim, Márcio Almeida, Alexandre Maionese e
Estevão Teixeira, além dos filhos de Itaboray, Dadá, Cézar, Marcinho
(com Serjão Evangelista) e Ronaldo, da neta Mayra e do próprio
Francisco, que interpreta três faixas.
 Produzido com o apoio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura (Lei
Murilo Mendes), o CD inclui, em seu encarte, uma entrevista exclusiva
com Francisco Itaboray, textos de análise e fotos históricas. O
lançamento será no Café Musik, às 20 horas, em Juiz de Fora (MG) e terá
a presença musical de vários dos artistas que participaram das
gravações do CD.

 Confira abaixo a ficha técnica do CD e mais informações sobre
Francisco Itaboray.

 Informações: (32) 9987-6615 (Márcio) ou 9982-2873 (Rodrigo)
          itabora@terra.com.br rfb@mrs.com.br

FICHA TÉCNICA
A Música de Francisco Itaboray

Um projeto de Márcio Itaboray e Rodrigo Barbosa

Repertório, Concepção Musical e Direção Artística - Márcio Itaboray
Produção Executiva - Gustavo Barbosa
Engenheiro de Som -Francisco (Kiko) Resende
Assistente de Gravação - Hamilton Augusto

Gravado, Mixado e Masterizado no estúdio NAVE, em Juiz de Fora (MG), de
abril a julho de 2002
Faixa "Bodas" gravada e mixada no estúdio Musika, no Rio de Janeiro (RJ)
Faixa "Cachopa no Baião" gravada nos estúdios Musika (Base) e Nave
(Vozes)

Textos e pesquisa histórica- Rodrigo Barbosa
Fotos - Gustavo Barbosa, Cassiano Fonseca e Acervo Particular de
Francisco Itaboray
Projeto Gráfico - Sérgio Bara (Iso 4)

SOBRE O AUTOR

            Francisco Itaboray é um dos mais importantes
representantes, entre os criadores, da história musical da nossa
região. Nasceu em 1923, em Monte Verde de Mar de Espanha (hoje Senador
Cortes). Seu pai foi professor de música de ninguém menos do que o
mestre Ary Barroso, em Ubá, e os acordes e canções populares, desde
cedo, estiveram presentes na vida de Francisco. Depois de passagens por
Torreões e Monte Verde (distritos de Juiz de Fora) - onde criou
conjuntos musicais, arriscou suas primeiras composições, apresentou-se
em praças, e se tornou figura marcante com seu violão -, Francisco
Itaboray chegou a Juiz de Fora, em 49, onde participou intensamente do
meio musical.
           Em Juiz de Fora, e depois em São João Nepomuceno, tornou-se
um dos grandes nomes dos chamados "anos de ouro" do rádio, as décadas
de 40 e 50. Como cantor, músico, compositor, radioator e até locutor
esportivo esteve presente nos principais programas e emissoras destas
cidades. Numa fase marcante deste poderoso meio de comunicação,
Francisco foi destaque. Músicas suas, como "Cachopa no Baião", fizeram
grande sucesso, na época. A voz poderosa, a figura carismática, um
estilo característico de compor, passeando por diversos gêneros e
tendências musicais, em especial o samba-canção, tornaram-se marcas do
"seu" Chiquito, apelido carinhoso que recebeu de amigos e admiradores
das rodas de violão.
           Francisco Itaboray liderou grupos musicais e, vendedor
viajante, espalhou música por onde passou. Em casa, formou uma
verdadeira família musical: seus filhos Cezar, Márcio e Ronaldo
Itaboray têm presença constante, como compositores, músicos e
intérpretes, na vida cultural da cidade, desde o final dos anos 60. Sua
filha, Maria Aparecida (Dadá), é uma educadora, que faz da música um
instrumento de trabalho.
           Apesar do sucesso dos tempos de rádio, da qualidade e
popularidade de suas composições, da presença constante da família
Itaboray na vida musical da cidade, Francisco teve o primeiro registro
fonográfico de uma canção sua somente em 2001. Foi um momento marcante
e honroso, digno da importância deste compositor tão talentoso quanto
pouco conhecido. A Universidade Federal de Juiz de Fora produziu o CD
"À Moda da Casa", reunindo músicas dos principais compositores de Juiz
de Fora, interpretadas pelo Coral Universitário. Seis canções, apenas,
foram escolhidas: e, ao lado de Geraldo Pereira, Sueli Costa, Mamão,
Djalma de Carvalho, um dos compositores "eleitos" foi justamente
Francisco Itaboray. Dele, o Coral gravou "Não sou da lama".
_____________________________________________________________
Para CANCELAR sua assinatura:
        http://www.samba-choro.com.br/tribuna/cancela
Para ASSINAR esta lista:
        http://www.samba-choro.com.br/tribuna/assina
Antes de escrever, leia as regras de ETIQUETA:
        http://www.samba-choro.com.br/tribuna/netiqueta

Nova mensagem Responder Mensagens por data Mensagens por discussão Mensagens por assunto Mensagens por autor

Este arquivo foi gerado por hypermail 2.1.4 : qua 06 nov 2002 - 15:46:30 EDT