Clique para a página principal

Re: Aldir Blanc cantor: LP independente (1984)

Lista de discussão sobre samba e choro, estilos musicais brasileiros.
 Página principal > Tribuna Livre > Arquivo das mensagens > Indice mensal
Nova mensagem Responder Mensagens por data Mensagens por discussão Mensagens por assunto Mensagens por autor

pl_PL: Fábio Liberal (fabio_at_samba-choro.com.br)
Data: ter 20 ago 2002 - 12:44:21 EST

> Mas o grande lance do disco é "Santo Amaro", maravilhoso
> choro de Aldir,
> Luiz Claudio Ramos e Franklin da Flauta. O Aldir, aí, canta
> com o sentimento
> e o tom adequados. Uma das coisas mais lindas e tristes que
> ele já fez e
> gravou, no meu entender.

Esse choro magnífico foi lindamente gravado pela Miúcha com acompanhamento de violão e flauta (Maurício Carrilho e quem? não lembro) no belo disco Rosa Amarela, que, creio, ainda está nas lojas. É de chorar!
Helion, a letra tem algumas referências para "iniciados" (nomes de lugares, ranchos, pessoas) que poderiam ser esclarecidos, você não se disporia a tal?
Tudo de bom,
Fábio

>
> Vai abaixo a letra, obra-prima absoluta:
>
>
>
> SANTO AMARO
>
> Eu ia a pé lá da ladeira Santo Amaro
> até a rua do Catete num sobrado onde você residia
> e te levava prum passeio em Paquetá
> onde nasceu num pic-nic o nosso rancho
> o Ameno Resedá
> Verde, grená e amarelo nossas cores
> Resedá, vocês são flores como flor era a Papoula do Japão
> Tua rival saiu na Flor de Abacate
> de destaque no enredo da Rainha de Sabá
> Os lampiões, os vagalumes, você triste com ciúmes
> eu charlando, resmungando que melhor era acabar
> Pobre farsante de teatro ambulante
> meu amor de estudante nao soube representar e o casamento
> aconteceu, vieram
> filhos, muitos netos
> muitas dores, muitos tetos
> mas o amor a tudo isso ultrapassou
> Hoje, sozinho, eu voltei feito andorinha
> à Pedra da Moreninha onde tudo comecou
> Olhando o mar, pensei na vida ao teu lado
> como um choro do Callado, um piano em Nazareth
> Saudade grande o dia inteiro, mas com jeito de alegria
> do pandeiro de Gilberto no Jacob
> Pra cada dó, um sol maior, um lá sereno,
> a harmonia do ameno, o amor do resedá
> Eu funcionário aposentado, coração não conformado
> antigo e novo feito lua em Paquetá
> Passou a vida com os ranchos, desfilando
> União da Aliança, caprichosa em estrelas desenganos
> desci por ela como desço ainda hoje
> a ladeira Santo Amaro até o sobrado que o metrô matou
> Bom era ir, batendo perna, tomar chope na Taberna
> é outra história, é uma glória, ser da Glória
> o que é que há ?
> O rosto dela vela o Rio de Janeiro
> como a virgem do outeiro
> guarda o Ameno Resedá
>

----
Mensagem enviada pelas páginas do sítio. Não existe qualquer 
garantia quanto à autenticidade de sua autoria.
_____________________________________________________________
Para CANCELAR sua assinatura:
	http://www.samba-choro.com.br/tribuna/cancela
Para ASSINAR esta lista:
	http://www.samba-choro.com.br/tribuna/assina
Antes de escrever, leia  as regras de ETIQUETA:
	http://www.samba-choro.com.br/tribuna/netiqueta
Nova mensagem Responder Mensagens por data Mensagens por discussão Mensagens por assunto Mensagens por autor

Este arquivo foi gerado por hypermail 2.1.4 : ter 20 ago 2002 - 12:44:26 EST