Agenda do Samba & Choro

Jurandir da Mangueira (1939-2007) Campeão dos sambas enredo, bamba dos sambas de terreiro

Google
Web samba-choro.com.br
 Página principal » Artigos e Debates » Jurandir da Mangueira (1939-2007) Campeão dos sambas enredo, bamba dos sambas de terreiro

Receba grátis nosso informativo:


35994 assinantes
Exemplo | Cancelar | Trocar email Notícias enviadas às terças e sextas.



Assine em um leitor de notícias RSS


Se você gosta de nosso trabalho, nos apóie se tornando um Amigo do Samba-Choro.

Jurandir da Mangueira (1939-2007) Campeão dos sambas enredo, bamba dos sambas de terreiro
Publicado por Nando Paulino em 15/05/2007 às 01h54
»Versão para impressão
Uma homenagem a Jurandir da Mangueira, baluarte do Samba que nos deixou recentemente.

"Mestre de admirável talento
Marcou encontro com o tempo
No auge da inspiração"
Talento de Mestre (Jurandir e Ratinho), em homenagem a Cartola


Jurandir Pereira da Silva andava feliz da vida. Sentia-se recuperado de um sério problema cardíaco que o havia levado a uma séria cirurgia em 2006. Foi eleito Baluarte da Mangueira e desfilou pela primeira vez no carro dos mais emblemáticos representantes da Verde e Rosa no desfile deste ano. Complicações cardíacas o colocaram novamente na mesa de operação esta semana. Desta vez ele não resistiu e aos 68 anos apagou-se o sorriso franco e aberto de Jurandir da Mangueira, que ultimamente defendia as cores verde e rosa como primeira voz da Velha Guarda Show da Mangueira.

Uma dúzia de vezes a Estação Primeira foi para a avenida com composições de sua autoria. Entre eles, Yes, nós temos Braguinha\u201d e a obra prima, Cem anos de liberdade \u2013 realidade ou ilusão. Grande campeão de sambas-enredo, no entanto, Jurandir tinha paixão pelos sambas de terreiro que encantaram o eterno diretor de harmonia Xangô da Mangeuira, que o levou para a ala dos compositores da Mangueira.

Os sambas de terreiro de Jurandir logo se tornaram sucesso nas rodas da Mangueira. Um depois do outro, faziam a alegria das pastoras, cabrochas e passistas que freqüentavam os ensaios. Um dia recebeu do fundador Cartola um incentivo e, ao mesmo tempo, um desafio. Ele elogiou seus sambas de quadra e disse que precisava começar a fazer sambas de enredo.

Membro da Ala de Compositores, da Velha Guarda e, finalmente, Baluarte, Jurandir tinha, como gostava de dizer, \u201cserviços prestados\u201d à escola. E prestados com muito talento, poesia, delicadeza e um jeito leve e bem-humorado de levar a vida.

Após participações em diversos cds, Jurandir lançou, em 2005, pelo selo Candongueiro, seu único disco solo, onde ficou registrado, entre outros lindos sambas, Transformação, uma inspirada resposta _ ou seria mais uma continuação _ ao seu Palácio Encantado (leia abaixo as duas letras). Este, inspirado em um grande amor, aquele no doloroso fim da mesma paixão. Somente estes dois sambas, além de Cem anos de liberdade...bastariam para colocá-lo no panteão dos grandes nomes do samba. Seus versos e de Ratinho, em homenagem a seu mestre Cartola, na epígrafe ali em cima, poderiam perfeitamente ter sido escritos para este grande bamba da Estação Primeira de Mangueira.

Discografia:
Chico Buarque de Mangueira (1998, BMG)
Velha Guarda da Mangueira e convidados (1999, Nikita Records)
Mangueira \u2013 Samba de terreiros e outros sambas (2000, Prefeitura do Rio)
Meninos do Rio (2001, Carioca Discos)
Jurandir (2005, Candongueiro)

Jurandir mostrou toda a sua poesia e delicadeza em dois sambas que retratam momentos antagônicos de uma mesma paixão

Palácio Encantado
(Jurandir e Irson Pinto)
De palácio encantado é que chamo
Meu barracão em Mangueira
E essa vida que eu tanto amo
Dedico à minha companheira
Sempre em seus olhos tristonhos
A me esperar em sonhos
Eu me encontro em Mangueira
O meu palácio é de zinco coberto
Quando não chove estrelas sem fim
Vejo nos buracos no teto aberto
Faz parecer que o céu é um jardim
E pelos olhos da minha querida
Creio que a vida talhou-a pra mim
Eu sou feliz por viver onde vivo
Pois em Mangueira a vida é assim
Em: Velha Guarda da Mangueira e Convidados (Nikita Records)

Transformação
(Jurandir e João Boa Gente)
Minha companheira foi embora
A solidão veio comigo morar
Já não tenho mais os lindos sonhos
Não há mais ninguém a me esperar
Quando me lembro
Daqueles olhos tristonhos
Sinto até vontade de chorar
Já não me dá mais prazer
De contemplar o luar
Pelos buracos do teto do meu barracão
Que já não é mais palácio encantado
Pois estou magoado, ferido no meu coração
Até esta vida que eu tanto amo
Sinto que está chegando ao fim
O meu barracão de madeira
Lá em Mangueira
Sem ela não é nada para mim
Em: Jurandir (Candongueiro)

Mestre Conga Decanta em Sambas | Sei lá, Mangueira  >

 

Comente esse artigo

Letras miúdas: Os direitos e responsabilidade dos comentários a seguir são de quem os postou.

Patamar de qualidade dos comentários:  Salvar
Re: Jurandir da Mangueira (1939-2007) Campeão dos
por Paulo Eduardo Neves em 24/05/2007 às 23h40 #
Considero que o Jurandir tem mais um disco do que os citados. É o "Mangueira Definitiva - 75 anos". O disco da Velha Guarda Show seria parte de uma série de gravações que contemplaria todos os sambas enredo da Verde e Rosa. A série parece que não continuou, mas o Jurandir é a voz de todos os sambas-enredo deste disco, entre eles seu clássico 100 anos de Liberdade. Estão lá:
01 - Yes, nós temos Braguinha
02 - Casa Grande e Senzala
03 - 100 anos de liberdade, realidade ou ilusão
04 - Dom Obá II - Rei dos esfarrapados, príncipe do povo
05 - História de um preto velho
06 - Chico Buarque da Mangueira
07 - Imagens poéticas de Jorge de Lima
08 - Brazil com Z é pra cabra da peste, Brasil com S é nação do Nordeste
09 - O mundo encantado de Monteiro Lobato
10 - As quatros estações do ano (Primavera)
11 - Atrás da verde-rosa só não vai quem já morreu
12 - Recordações do Rio antigo
13 - Samba, festa do povo
14 - E deu a louca no barroco
[Responda este comentário]

Comente esse texto
(É preciso um rápido cadastro para participar)

Letras miúdas: Os direitos e responsabilidade dos comentários acima são de quem os postou.

Se você quiser escrever (ou moderar), clique aqui para se identificar.


Notícias | Casas com música | Artistas | Tribuna Livre | Artigos e debates | Fotos | Partituras | Compras | Amigos do Samba-Choro | Busca

Receba notícias sobre samba e choro por email:

Contato | Privacidade | Sobre este sítio
©Copyright 1996-2017
Samba & Choro Serviços Interativos LTDA
(Todos os direitos reservados).