Agenda do Samba & Choro

Walter franco

Google
Web samba-choro.com.br
 Página principal » Artistas

Walter Franco

Paulistano, cantor, compositor e ator (formado pela EAD – Escola de Arte Dramática), filho do e político Cid Franco.

Walter Franco traz para a música brasileira a voz e o silêncio, a palavra e o murmúrio, a cabeça e o coração.
Em 1972 implodiu o Festival da Canção com a composição Cabeça e foi reconhecido por Astor Piazzola, comentário – Isso é uma revolução!
Em 1975, no Festival Abertura, da Globo: Muito Tudo , com arranjo do Maestro Júlio Medaglia, deixou a garganta do público em ponto de bala.

Seu primeiro disco, produzido pelo papa da tropicália, Maestro Rogério Duprat, recebeu o premio de revelação do ano concedido pela APCA e recentemente à solitária mosca sobre o fundo branco e as palavras “ou não” na contracapa foi escolhida como uma das melhores capas dos últimos anos.
Sem dúvida , um disco ousado que revolucionou os conceitos de melodia, silêncio e ruído. O crítico Tárik de Souza comenta: “Foi o mais ousado projeto sonoro autoral de nossa música popular, inclusive em nível de vanguarda internacional.”

Walter Franco teve sua estréia profissional com a trilha sonora da novela ‘Hospital’, da extinta Rede Tupi de Televisão, com a música “No fundo do Poço.”

Seu segundo disco “Revolver” foi considerável impecável, recebendo dessa vez o prêmio concedido pela APCA como um dos melhores do ano.

Respire Fundo, seu terceiro disco, contou com participações de importantes nomes da MPB, como João Donato, Sivuca, Wagner Tiso, Elba Ramalho, Zé Ramalho, entre outros.
Em 1979, conquistou o segundo lugar no Festival da Tupi, com o público gritando em uníssono CANALHA!!!!!

Vela Aberta, seu quarto disco, conquistou os primeiros lugares nas rádios de todo o país.
Com os versos,
Viver é afinar o instrumento
De dentro pra fora
De fora pra dentro
Da canção Serra do Luar, apresentada no festival MPB Shell, depois regravada por Leila Pinheiro , se tornou o carro-chefe de seu CD em 1999.
Chico Buarque, Macalé, Gal Costa, Wanderléia, Elba Ramalho, Camisa de Vênus, gravaram músicas de Walter Franco.

Hoje a maturidade artística, trouxe substanciais modificações... Ao invés da revolução, Walter prefere ser instigante, ser harmônico.
Considerado como expoente da vanguarda musical brasileira, em seu CD “TUTANO” lançado em 2000 pela gravadora Ybrasil Music , Walter apresenta um repertório inédito em músicas como Gema do Novo (com Cristina Villaboim) , Nasça (com Arnaldo Antunes) e Totem (Costa Neto) , além de sucessos como Serra do Luar, Respire Fundo , Vela Aberta e Coração Tranqüilo.
Em 2000 , recebeu uma homenagem em forma de documentário , “Muito Tudo” , dos jovens cineastas Bel Bechara e Sandro Serpa , destaque da mostra de audiovisual do MIS (Museu da Imagem e do Som) e vencedor do Festival É Tudo Verdade . O documentário contou com a participação de nomes ilustres : Augusto de Campos, Rogério Duprat , Júlio Medaglia , Arnaldo Antunes , Jards Macalé , Lívio Tratemberg , Jorge Mautner , Itamar Assumpção ... E retrata o universo poético do músico .

Universo esse que em seus shows , toca os sentimentos e emoções de quem o assiste , conduzindo a um encantamento entre palco e platéia.


Notícias | Casas com música | Artistas | Tribuna Livre | Artigos e debates | Fotos | Partituras | Compras | Amigos do Samba-Choro | Busca


Contato | Privacidade | Sobre este sítio
©Copyright 1996-2017
Samba & Choro Serviços Interativos LTDA
(Todos os direitos reservados).