Agenda do Samba & Choro

Téo lima

Google
Web samba-choro.com.br
 Página principal » Artistas

Téo Lima (Teófilo Pereira Lima - 28/12/1948 - Maceió, AL)

Baterista. Produtor. Compositor. Letrista.
Começou tocando pistão, depois passou para bateria, seu principal instrumento, sendo reconhecido no mundo todo, chegando a ser representante da marca Remo para a América Latina.
Morou na Vila da Penha, depois mudou-se para o bairro carioca do Maracanã.

Tocou em vários conjuntos de baile, dentre eles o grupo Rancho, que atuava em quase todos os clubes dos subúrbios cariocas e interior do estado.
No início da década de 1970, atuou com Djavan em boates e casas noturnas. Ainda na década de 1970 formou, juntamente com Sizão Machado no baixo e Luiz Avellar nos teclados, a Banda Sururu de Capote, que acompanhava Djavan.
Atuou com diversos artistas da MPB em discos e em shows, entre eles Edu Lobo, Gal Costa, Elis Regina, Xuxa, Agepê, Djavan, Gilberto Gil e Leny Andrade; entre os artistas americanos com os quais atuou estão Stevie Wonder, Ernie Watts e Dionne Warwick.
Com Elis Regina, tocou no show "Saudades do Brasil", no Canecão, em 1980.
Com Gal Costa, fez temporada de vários meses pelas cidades do Japão.
No ano de 1993, fundou o grupo Batacotô e produziu o seu primeiro CD pela Velas, contando com as participações especiais de Gilberto Gil, Dionne Warwick, Ernie Watts, Lenine, Ivan Lins, Jerry Goodman, Bororó e Sivuca. O CD "Batacotô", teve uma repercussão muito grande no Brasil, devido à inclusão da música "Confins" (Ivan Lins, Victor Martins e Aldir Blanc) na novela "Renascer", da Rede Globo no ano de 1993, fazendo com que o grupo gravasse uma versão desta música em espanhol, visando o mercado latino. Ainda com esse grupo, viajou para a Califórnia, apresentando-se no Festival de Jazz de Santa Mônica em 1994. Neste mesmo ano de 1994, produziu o segundo disco do grupo Batacotô "Semba dos ancestrais", também pela gravadora Velas, desta vez aparecendo como compositor ao lado de Elton Meirelles na música "Ysiela Keerê".
Juntamente com o grupo, manteve um programa semanal na TVE, "Batacotô e amigos", no qual recebia convidados como Selma Reis, Ciça Guimarães, Gilberto Gil, Martinho da Vila, Ledo Ivo, Fátima Guedes, Lenine e Dionne Warwick, sendo as entrevistas sempre comandadas por Téo Lima. Dentre os vários discos que produziu, destacam-se "Meia-noite", de Edu Lobo, e "Aquarela do Brasil", em 1994, primeiro CD da cantora americana Dionne Warwick, interpretando compositores brasileiros, com as participações de Chico Buarque, Dori Caymmi, Batacotô, Eliane Estevão e da bateria da Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense.
Como letrista, começou a compor com Djavan e iniciou parceria com Ivan Lins, todas ainda inéditas.
Entre os anos de 1999 e 2000, excursionou com Ivan Lins pelo Japão, divulgando o CD "VivaNoel" em homenagem a Noel Rosa, disco também produzido por ele.
No ano de 2002, como líder e integrante do grupo Batacotô, lançou pela gravadora Obi Music o CD "Batacotô 3", também com sua produção. O disco contou com participações especiais de Djavan, na faixa "Que Deus ajude" (Djavan), em homenagem à Banda Sururu de Capote, que o acompanhava na década de 1970 e da qual fazia parte ao lado de Sizão Machado e Luiz Avellar. Na faixa "Lua candeia", de Lenine e Paulo César Pinheiro, as participações foram de Lenine e Dionne Warwick. Outra participação importante neste mesmo disco foi a do guitarrista do grupo Barão Vermelho, Roberto Frejat, na música "Nereci", de Djavan. No ano de 2003 o disco foi relançado pelo selo Ouver Records e em 2004 o CD foi indicado para o "Prêmio Tim" na categoria "Melhor Grupo de MPB". Neste mesmo ano o grupo fez shows de lançamento do disco "Batacotô 3" em vários espaços no Rio de Janeiro, entre eles, Centro Cultural da Justiça e Bar do Tom, além de fazer um especial no "Programa Conversa Afiada", apresentado por Cuca Lazzaroto, na TVE.
Em 2006, integrando e como líder do grupo Batacoto montou o show "Batacotô e Amigos", apresentado em várias datas no Teatro Rival Br, tendo como convidados Ana Costa e Jorge Vercillo, entre outros.
Em 2008 manteve o projeto "Batacotô & Amigos" no Bar do Tom, na Zona Sul do Rio de Janeiro, projeto no qual a banda recebeu diversos convidados (músicos, intérpretes, poetas e escritores), entre os quais Pery Ribeiro, Euclides Amaral e Rita Ribeiro.
No ano de 2010 lançou o CD "Djavan também é samba" com seu grupo "Téo Lima's Quartet", integrado por Bororó (Dimerval Felipe - baixo), Marco Brito (piano e teclados) e Léo Amuedo (guitarra), além do próprio Téo Lima na bateria e percussão. O disco contou com as participações especiais de Jay Ashby (trombone), Pirulito (Luis Fernando - surdo) e Lizza Oliver, Eddy Flash e Júlio Borges nos vocais. No CD foram gravadas 12 composições de autoria de Djavan: "Asa", "Me leve", "Esfinge", "Liberdade", "Navio", "Carnaval no Rio", "Dou não dou", "Luz", "Total abandono", "Transe", "Quase de manhã" e "Minha irmã".
Durante a carreira de baterista tocou com os principais artistas brasileiros e importantes artistas internacionais, destacando-se Gilson Peranzzetta, Frejat, Bnegão, Dionne Warwick, Lenine, Tom Jobim, Martinho da Vila, Gal Costa, Alcione, Leny Andrade (4 álbums), Ivan Lins (15 álbums), Sérgio Mendes, Michael Sembello, Natan Watts, Louis Johnson, Brenda Russell, Pat Williams, Raphael Rabello, Antonio Adolfo, Chico Buarque, Jerry Hey, Jules Chakin. Djavan (8 álbums), David Sanborn, Jorge Dalto, Harvey Mason, Ronnie Foster, Stevie Wonder, Elis Regina, César Camargo Mariano, Luizão Maia, Emilio Santiago, Wilson Simonal, George Mustakis, Rildo Hora, Jorge Benjor, Beth Carvalho, Baden Powell, Jair Rodrigues, Sizão Machado, Toquinho, Marina Lima, Jackson do Pandeiro, Nenna Freelon, Lulu Santos, Zizi Possi, Paulinho da Costa, Fagner, Maria Bethania, Christian McBride, Edu Lobo, Wagner Tiso, Terence Blanchard, Guto Graça Melo, Jane Monheit, David Finck, Maestro Leonardo Bruno, Mike Shapiro, Carlinhos Brown, John Peña, Toninho Horta, Luiz Gonzaga, Nelson Gonçalves, Leo Gandelman, Marcio Montarroyos, Jorge Aragão, Jorge Vercilo, Joanna, Kip Reed, Filó Machado, Roberto Menescal, Tim Maia, Kid Abelha, Yutaka Yokokura, Roberto Carlos, Cauby Peixoto, Fernando Mendes, Dick Mitchell, Bezerra da Silva, Elson Forrogode, Roberto Ribeiro, Nana Caymmi, Hendrik Meurkens, Agnaldo Rayol, Casseta & Planeta, Fafá de Belém, Gary Brown, Angela Maria, Pery Ribeiro, Originais do Samba, Tom Ranier, Jeff Buenz, Oldair José, Xuxa, Jamelão, Dona Ivone Lara, Robin Mckelle, Soweto, Geoff Gillete, Elymar Santos, Nelson Motta, Simone, Raul Seixas, Banda Eva, Michael Brecker, Leno e Lilian, Carlos Colla, Dicró, Caetano Veloso, João Bosco, Genésio Tocantíns, Wando, Joel Moss, Paulinho da Viola, Almir Guineto, Eliana, Agnaldo Timóteo, Markú Ribas, Nara Leão, Guilherme Arantes, Toots Thielemans, Josee koning, Dori Caymmi, Oscar Castro Neves, Erasmo Carlos, Kenia, Romero Lubambo, Flora Purim, Airto Moreira, Luiz Gonzaga Jr, Kenny Rankin, João Donato, Eliane Elias, Clara Nunes, Irma Yamaguchi, Zeca Pagodinho, Nei Lopes, Patrice Rushen, Milton Nascimento, Abe Laboriel, Francis Hime, Olivia Hime, Helio Delmiro, Jeff Webber, Larry Williams, Leila Pinheiro, Luis Conte, Pat Metheny, Guinga, Gonzalo Rubacalba, Fátima Guedes, Lee Ritenour, Carol Welsman, jacques Morelenbaum, Miles Goodman e Agepê.

DISCOGRAFIA:

1993 CD Batacotô (c/ Batacotô) Gravadora Velas
1994 CD Semba dos ancestrais;(c/ Batacotô) Gravadora Velas
1994 CD Aquarela do Brasil - Dionne Warwick (participação integrando o Batacotô)Gravadora BMG
2002 CD Batacotô 3(c/ Batacotô)Selo Obi Music
2003 CD Batacotô 3 Gravadora Ouver Records
2010 CD Djavan também é samba - Independente

Alguns Shows de Carreira:

1993: Show com Batacotô e convidados. Canecão, RJ,
1994: Show no Festival de Jazz de Santa Mônica, Califórnia, EUA,
1995: Show Semba dos ancestrais. Com Batacotô. Teatro Tereza Carrera, Venezuela,
1997: Espetáculo com o grupo Batacotô no Teatro Tereza Carrera, Venezuela,
1997: Participação no Festival de Música Afro-internacional na Argentina.
2004: Show Batacotô 3. Centro Cultural da Justiça, RJ
2006: Batacotô e Amigos (Recebe: Ana Costa e Jorge Vercillo). Teatro Rival Br, RJ.
2008 "Batacotô & Amigos" (Convidados: Pery Ribeiro, Euclides Amaral e Rita Ribeiro). Bar do Tom, RJ.
2010 Show Djavan também é samba (Téo Lima's Quartet com participação especial de Marcelo Martins). Modern Sound, RJ.


BIBLIOGRAFIA CRÍTICA:

ALBIN, Ricardo Cravo. Dicionário Houaiss Ilustrado Música Popular Brasileira - Criação e Supervisão Geral Ricardo Cravo Albin. Rio de Janeiro: Instituto Antônio Houaiss, Instituto Cultural Cravo Albin e Editora Paracatu, 2006.
AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2008.


Notícias | Casas com música | Artistas | Tribuna Livre | Artigos e debates | Fotos | Partituras | Compras | Amigos do Samba-Choro | Busca


Contato | Privacidade | Sobre este sítio
©Copyright 1996-2017
Samba & Choro Serviços Interativos LTDA
(Todos os direitos reservados).