Agenda do Samba & Choro

Quarteto de Cordas Vocais

Google
Web samba-choro.com.br
 Página principal » Artistas

Nasceu como um grupo vocal, em meados de 1995, em Campinas, São Paulo. No início, inspirado por grupos como MPB-4 e Os Cariocas, passou a se apresentar nos principais palcos da cidade com a mesma proposta vocal, porém com arranjos originais escritos por Adriano Dias. O repertório passeava por Chico Buarque, Tom Jobim, Edu Lobo, Guinga e Dorival Caymmi, além de sambas de Cartola, Nelson Cavaquinho e Noel Rosa.

No começo do ano 2000, o O Quarteto inaugura as rodas de samba feitas nas mesas do bar do Centro Cultural Evolução, um dos mais antigos e belos casarões de Campinas. O local transforma-se num reduto. O grupo abandona a proposta vocal e de arranjos para se dedicar apenas às rodas informais, com a participação de outros músicos da cidade.

Nunca se fez tanta roda de samba pelos bares, desde os anos 80, tempo em que a Banducha do Pezão (de Tati, Zeza Amaral, Alfredinho e Pezão), marcou época. O grupo inaugura outras rodas de samba em bares do Centro e incentiva o surgimento de outros redutos espalhados pela cidade.

As rodas transformaram-se no projeto, que a imprensa local passou a chamar de movimento Revivendo o Samba. Compositores da Velha Guarda do samba campineiro passaram a se apresentar nas rodas, ao lado do Quarteto.

Pelo menos uma cantora foi revelada nas rodas do Centro Cultural: a divina Aureluce, que o cartunista Jaguar chamou de "Grande Dama do Samba Campineiro" em uma de suas crônicas no jornal carioca "O Dia", após visita à Campinas.

Em 2001, o Quarteto abriu shows para Bezerra da Silva, Demônios da Garoa e Velha Guarda da Portela, entre outros.

O movimento estreitou laços com projetos semelhantes como o Samba Autêntico, de São Paulo, e o Samba na Veia, do Rio de Janeiro. Vários encontros foram e continuam sendo promovidos com o objetivo de trocar informações e unir forças, visando o resgate e a preservação do samba brasileiro.

O repertório do Quarteto prioriza sambas de Donga, Sinhô, Noel Rosa, Martinho da Vila, Cartola, Nelson Sargento, Dona Ivone Lara, Paulinho da Viola e Adoniran Barbosa, entre outros.

O QCV passou por várias formações, mas atualmente é formado por Adriano Dias (violão 7 cordas), Allessandro Dias (violão 6 cordas), Dudu Baradel (cavaquinho) e Jorge Matheus (percussão geral). Participam ainda como convidados, Chiquinho do Pandeiro e Edsinho (surdo).

De agosto a outubro de 2002, o Quarteto acompanhou grandes nomes do samba dentro do projeto Mestres no Boteco, em Campinas. Entre eles: Moacyr Luz, Guilherme de Brito, Nei Lopes, Walter Alfaiate, Monarco e Nelson Sargento.

Contatos:

Adriano Dias (019) 3232-6218 / 96055234
Bruno Ribeiro (019) 3772-8050


Notícias | Casas com música | Artistas | Tribuna Livre | Artigos e debates | Fotos | Partituras | Compras | Amigos do Samba-Choro | Busca


Contato | Privacidade | Sobre este sítio
©Copyright 1996-2017
Samba & Choro Serviços Interativos LTDA
(Todos os direitos reservados).