Agenda do Samba & Choro

Germano Mathias

Google
Web samba-choro.com.br
 Página principal » Artistas

No dia 2 de junho de 1934, no bairro do Pari na cidade de São Paulo, nascia um dos maiores intérpretes do samba: Germano Mathias.

Começou sua carreira em 26 de outubro de 1955, na Rádio Tupi de São Paulo, quando participou do concurso À Procura de Um Astro. De lá pra cá, são 45 anos de carreira, com 19 LPs e vários compactos.

Germano Mathias é considerado o cantor que mais representa o sambista paulistano, porque sempre foi muito fiel a sua origem. Em 56, gravou seu primeiro 78 rotações, com a música Minha Nega na Janela, de um lado e de outro, Minha Pretinha.

Outros sucessos vieram em seguida como: A Situação do Escurinho, Falso Rebolado, Guarde a Sandália Dela, Tem Que Ter Mulata, Malvadeza Durão , Malandro de Araque, Baile do Risca Faca, Bonitona do Primeiro Andar, Nega Dina, Cambalacho e Jeronimo (Essa música foi tema do personagem de mesmo nome na novela Cambalacho da Rede Globo).

Participou de dois filmes: O Preço da Vitória e Quem Roubou Meu Samba.

No dia 1º. de maio de 1967 recebeu o diploma de Bacharel do Samba da Ordem da Palheta Dourada, outorgado pela Escola de Samba X-9 da cidade de Santos (SP).

Randal Juliano, apresentador do programa Astros dos Discos, na TV Record, sabendo da entrega do título, apelidou-o 'O Catedrático do Samba'.

O próprio Germano não sabe explicar como aprendeu a batucar na latinha de graxa. Conta que gostava de acompanhar a batucada dos engraxates nas rodas de samba que se formavam nas praças Clóvis Bevilácqua e João Mendes, no Centro da cidade. Tanta habilidade com a latinha permitiu que fosse convidado a tocar frigideira na Escola de Samba Rosas Negras da rua Lavapés, no bairro do Cambuci. Daí para o rádio foi um pulo.

Seu jeito de cantar agradava a todos. O segredo era que quando cantava fazia suas "presepadas", como ele mesmo definia sua atuação.

A consagração aconteceu quando participou dos primeiros programas de televisão, pois quem o ouvia no rádio imaginava que Germano fosse negro. Ao aparecer na TV a surpresa foi geral, porque a aparência do jovem cantor era mais de um nobre nórdico do que um sambista da época.

Germano Mathias (com "th" como faz questão de lembrar) é o representante do "samba sincopado". Um ritmo que tem a voz e o acompanhamento em perfeita harmonia, com divisões bem marcadas e uma batida diferente. Exemplo deste estilo está na música Minha Nêga na Janela.

Foi o primeiro cantor a gravar uma música de Geraldo Filme. Gravou canções de Zé Keti, Nelson Cavaquinho e Martinho da Vila. Com Jorge Costa fez seus maiores sucessos, como O Baile do Risca Faca e Falso Rebolado. Foi campeão de venda de discos, faturou com comerciais e chegou até ganhar um automóvel de uma gravadora.

Apesar de todo esse sucesso, Germano foi esquecido pela mídia. Segundo o cantor a idade o atrapalha de duas maneiras: "A primeira é que alguns me acham velho demais para fazer sucesso e a segunda, é que os produtores das gravadoras são muito jovens e não me conhecem" concluiu.


Notícias | Casas com música | Artistas | Tribuna Livre | Artigos e debates | Fotos | Partituras | Compras | Amigos do Samba-Choro | Busca


Contato | Privacidade | Sobre este sítio
©Copyright 1996-2017
Samba & Choro Serviços Interativos LTDA
(Todos os direitos reservados).