Agenda do Samba & Choro

Casquinha

Google
Web samba-choro.com.br
 Página principal » Artistas

Carioca, filho de um engenheiro alemão e de um carioca, Otto Enrique Trepte ganhou ainda na infância o apelido de Casquinha, num almoço de família em que ficou de olho na "pontinha" de um prato. Na adolescência e juventude, suas predileções eram o futebol (em que atuava como center-half) e o samba da quadra da Portela. Lá fez amizade com Candeia, com quem compôs sua primeira música "Indecisão". Em 1953 seu samba "Brasil - Pantheon de Glória", em parceria com Candeia, Valdir 59, Bubu e Altair Prego, conquistou o carnaval para a Portela.

Quando Paulinho da Viola chegou à Portela, foi seu primeiro parceiro, com "Recado". Suas primeiras experiências com gravações foram com o grupo Os Mensageiros do Samba, ao lado de Picolino, Bubu, Candeia, Arlindo Cruz e David do Pandeiro. O grupo chegou a lançar um LP pela Polydor.

Depois integrou o Partido em 5 com Candeia, Velha, Anézio e Joãozinho da Pecadora, que gravou um disco com essa formação e um segundo volume com Wilson Moreira, Hélio Nascimento, Anézio, Candeia e Velha.

É integrante da Velha Guarda da Portela, grupo que já gravou várias composições de sua autoria.

Outros intérpretes que registraram suas músicas foram Beth Carvalho ("A Chuva Cai", "Gorgear da Passarada", ambas com Argemiro), Clara Nunes ("Outro Recado", com Candeia), Zeca Pagodinho ("Coroa Avançada", com Dolino) e Paulinho da Viola ("O Ideal É Competir", com Candeia, "Maria Sambamba", "Mudei de Opinião", com Bubu).

Em 2001 lançou seu primeiro disco solo, "Casquinha da Portela", pela Lua Discos. Mais informações sobre o CD, aqui.


Notícias | Casas com música | Artistas | Tribuna Livre | Artigos e debates | Fotos | Partituras | Compras | Amigos do Samba-Choro | Busca


Contato | Privacidade | Sobre este sítio
©Copyright 1996-2017
Samba & Choro Serviços Interativos LTDA
(Todos os direitos reservados).